A culinária da América Latina pode ser considerada uma das mais ricas do mundo. Isto se justifica cor diversas razões que passam por questões culturais, misturas étnicas e por conta da diversidade de alimentos – ou pela escassez – que podem ser encontrados, ou não, nos países que formam a latinidade. Na Colômbia, por exemplo, alguns dos pratos típicos podem ser também apreciados em outros países, como Venezuela, Peru, México, Panamá e Argentina. Embora algumas informações apontem que no Brasil os mesmos pratos sejam apreciados, a culinária local é bastante variada e pouco difundida em outros países da América Latina.

Há uma variedade grande de alimentos que são consumidos nestes países, como vegetais, tubérculos, frutas, verduras, condimentos, que, juntos se fundiram e geraram as comidas típicas latinas.  Há muitas iguarias também que nem mesmo precisam de acompanhamentos (ou que servem como tal) e que figuram como pratos principais, e nas mais diversas ocasiões.

Mas, por exemplo, na cidade de São Paulo, considerada a capital mundial da gastronomia, é possível encontrar tudo isso e muito mais. Na cidade, há pratos que podem ser classificados como típicos do país. Além disso, o paulistano acabou se especializando em culinária tida antes como estrangeira – e que por mais incrível que possa parecer – acabou superando a qualidade e o sabor de seu país de origem. É o que acontece com a pizza. Para quem não sabe, em São Paulo, um milhão de pizzas são vendidas diariamente, apenas por meio do sistema de delivery.

Com forte influência de outros países, até o século XIX a culinária não era a mais incrementada. Mas, após a chegada dos mais diversos imigrantes que trouxeram os seus conhecimentos e os agregaram às variedades de ingredientes, a gastronomia de São Paulo, refinou-se até chegar ao ponto que é na atualidade. Veja alguns pratos tipicamente paulistas:

1- Virado à paulista: arroz branco, tutu de feijão, couve refogada, ovo frito, bisteca de porco frita, linguiça. Costuma ser servido tradicionalmente às segundas-feiras em todos os restaurantes da capital;

2-Sanduíche de mortadela: a iguaria que até meados dos anos 1990 era tido como “pobre”, ganhou ares de estrela de cinema. O pão com mortadela é servido em qualquer boteco ou padaria. Mas é o do Mercadão, ponto turístico de São Paulo, que ele, ao lado do pastel de bacalhau, faz o maior sucesso.

3-Carne louca: carne de panela desfiada, temperada com bastante cebola, pimentão, azeitona e cheiro-verde. Em geral, é servido dentro do pão francês.

4-Bolinho de bacalhau: herança de comer bacalhau dos portugueses se estendeu e ganhou outras formas. Com as sobras, por que não fazer bolinhos? Eles passaram a ser vendidos em botecos, e nunca mais saíram de moda.